Que tipo de cadeado você coloca na sua bagagem em uma viagem para os Estados Unidos? Você sabia que há normas sobre a escolha do cadeado?

Após o ataque terrorista de 11 de setembro de 2001, o governo americano adotou novas regras sobre as bagagens nos aeroportos. O TSA (Transportantion Security Administration) é o órgão responsável pela segurança no âmbito do transporte aéreo.

Uma das funções da TSA é a verificação de malas. Se tiver algo que demonstre suspeito na bagagem do passageiro pelo sistema eletrônico de rastreamento, a TSA pode inspecionar fisicamente a bagagem. Nesse caso, a mala pode ser aberta para verificação.

A agência recomenda que se use o cadeado TSA. Esse tipo de cadeado permite que os agentes da TSA abram o cadeado, inspecionem a bagagem e a tranque novamente.

Se o cadeado não for compatível e a mala precisar ser vistoriada, o cadeado é cortado. Quando a mala é inspecionada, a agência deixa uma notificação. Em, seguida, a mala segue “viagem” apenas fechada pelo zíper, sem lacrar com nenhum cadeado e corre o risco de ser furtada.

Quando não há o cadeado aprovado pela TSA, o agente abre, verifica e tranca a bagagem novamente. O cadeado é identificado com um dos símbolos, conforme mostra a figura.

Viagem Estados Unidos - cadeado TSA - bagagem segura

Por isso, pode ser interessante comprar um cadeado TSA para a segurança da bagagem. Ninguém quer que a mala viaje sem cadeado e corra o risco de ser furtada. Esse cadeado também vale para alguns países da Europa.

Há malas com o trancamento acoplado, com compatibilidade TSA. Nesse caso, o cadeado é dispensável. O processo funciona da mesma maneira.

Viagem Estados Unidos - mala de viagem - cadeado TSA

No Brasil, os cadeados de viagem TSA podem ser encontrados em lojas de malas/artigos de viagens/lojas de aeroporto. Por aqui, o preço é alto! Quem vai para os EUA, vale a pena adquirir um por lá. O preço é muito melhor que no Brasil e pode ser encontrado em supermercados, como Wallmart, Target e, até mesmo, nas famosas farmácias americanas “tem de tudo”, como Walgreens.

Quando fui para os Estados Unidos pela primeira vez (para Miami) não usei esse cadeado. Usei um outro que eu já possuía. Confesso que fiquei morrendo de medo de mala ficar sem cadeado na ida e no retorno. A sorte é que a minha mala não precisou ser checada. É mesmo arriscado a mala viajar sem cadeado! Vale a pena ter um!