Milhares de brasileiros viajam para Miami todos os anos. Esse é o destino preferido para quem gosta de fazer turismo de compras.

Dicas de viagem são sempre válidas para quem vai pela primeira vez ou para aqueles já foram. Especialmente, por que cada cidade guarda a sua especificidade, possui a sua dinâmica. Compreender um pouco sobre o contexto de cada metrópole ajuda a aproveitar melhor a viagem.

As observações sobre a estrutura, o desenho urbano, aspectos culturais, curiosidades e, até mesmo, a realidade sociocultural podem fazer a viagem valer mais a pena. E, o post de hoje possui a pretensão de trazer dicas úteis para quem vai a Miami! Pra ajudar quem ama viajar!

O que fazer em Miami

A escultura “For You” de Romero Britto, em Midtown Shopping, em Miami. (Foto: arquivo pessoal)

Entenda a dinâmica urbana de Miami

Se alguém pergunta “- qual é o melhor lugar pra ficar em Miami”? Eu digo: depende muito do objetivo da viagem (aliás, para toda viagem). Mas, antes, é preciso entender a divisão Miami, Miami Beach e South Beach. É em South Beach que tudo acontece, que tem as praias mais populares, maior oferta de barzinhos, restaurantes, ou seja, onde a vida noturna “ferve”. Por isso, muita gente prefere ficar nessa região.

Não há nada que impeça de gerenciar a viagem entre dois lugares de hospedagem (ou até mais), dependendo do tempo e dos interesses de viagem. Eu, por exemplo, na primeira vez que fui, hospedei-me em South Beach, na grande Miami (em Tamiami) e, por fim, na região de Hollywood, mais próximo das outlets. Saiba que, geralmente, as pessoas preferem ficar em South Beach mesmo.

Minha querida amiga Patrícia indica: “A minha dica é ficar hospedado em South Beach por que tem uma variedade enorme de bares e de restaurantes bacanas. A diversão noturna é garantida.”

Carro alugado em Miami é melhor

Eu usei quase todos os meios de transporte (ou todos?). É muito prático e bom chegar do Aeroporto de Miami até South Beach de ônibus. O ônibus para algumas regiões é bastante demorado e, determinadas regiões, são de difícil acesso. Para quem vai fazer compras, o carro realmente faz toda a diferença, como um apoio! E, alugue com antecedência (ainda no Brasil)! É mais barato que no “balcão”.

Saiba mais: Informações gerais sobre alugar carro nos Estados Unidos

Hospedado em South Beach, veja como estacionar!

Pode ser um desafio estacionar nessa região. Quando hospedei-me em South Beach, o tempo que fiquei na região, preferi ficar sem carro e somente aluguei quando estava hospedada em outra região. Verifique se o hotel (ou outro meio de hospedagem) tem estacionamento.

O meu querido amigo Miguel sugere: “é interessante usar os estacionamentos públicos que a prefeitura tem por lá. São organizados e mais baratos que os privados”.

E, nem pense em estacionar em local proibido! Há empresas de reboque responsáveis em “ficar de olho” em infrações e rebocar!

Reserve 2 dias para Sawsgrass Mills

Esse é o chamado pelos brasileiros de “o shopping das outlets de Miami“. O lugar é enorme! E, mesmo um dia todo é difícil ir nas principais lojas de interesse. É claro que isso não é regra. Se o turista possui um tempo curto de hospedagem e quer visitar o shopping, vale a pena ir considerando o tempo que se tem.

O que fazer em Miami: devore no The Cheesecake Factory!

Você já deve ter ouvido falar no famoso restaurante “The Cheesecake Factory“, famoso pelos seus cheesecakes, que está espalhado por todos os EUA. Mas, saiba que o lugar tem muito mais “coisa” gostosa! Pratos deliciosos, massas, saladas divinas. E o melhor: preço acessível.

Pense fora da “caixinha”: Miami além das compras!

Fazer compras é legal, mas o melhor de Miami não são as compras. É estranho quando alguém viaja para outro país e faz, unicamente, compras. Só eu acho? Aproveite as praias, as atividades outdoor no verão, faça um cruzeiro por lugares paradisíacos, conheça Little Havana, visite lugares históricos, como o Memorial do Holocausto, conheça a vida selvagem pelo Everglades National Park. E, tem ainda, Key West – que tem um dos cenários mais incríveis da Flórida! E, por fim, faça as suas descobertas incríveis de viagem que não estão nos guias!

E, se você já foi e tem uma dica extra, deixe-me aprender com você! Compartilhe nos comentários!