Brasileiro que quer viajar para o Canadá precisa de visto!

O processo para tirar o visto canadense é bem simples. Você pode fazer toda a aplicação via internet ou na VAC (Central de solicitação de vistos).

Se você opta pelo visto on line, não há entrevistas e não é preciso viajar para finalizar o processo de visto (como para tirar o visto dos EUA).

Quem está querendo visto canadense, indico fazer todo o processo on line.

É cômodo, mais rápido e com menor custo para quem vive nas cidades que não há VAC. Você pode até encontrar alguma dificuldade, como eu encontrei, mas é a melhor opção! Não tenha medo! Agora em 2014 houve algumas mudanças e, a meu ver, ficou mais fácil ainda.

No meu caso, fiz o pedido de visto canadense para mim e para o meu marido.

Com o intuito de ajudar, o post de hoje é sobre Passo a passo do visto do Canadá on line (para turista). Não posso deixar de citar que parte de minha experiência particular.

Após o meu processo, algumas mudanças para solicitação do visto para o Canadá ocorreram. Gostaria de atualiza-los e informa-los que brasileiros que possuam alguns requisitos não precisam mais de fazer aplicação on line. Será preciso apenas emitir uma Autorização Eletrônica de Viagem (by CIC).

Para saber mais detalhes e se encaixa no perfil, veja: brasileiros dispensados de visto canadense (requisitos e informações)

Quem não possui os requisitos exigidos pelo governo canadense continuará precisando fazer todo o processo de requerimento detalhado abaixo! All right?

Requerimentos para fazer o pedido de visto on line

  • Internet disponível (claro!);
  • Saber inglês ou francês (há essas duas opções para navegação no site). Nada complicado. Optei por inglês;
  • Você vai precisar de scanner ou câmera fotográfica para enviar a imagem dos documentos digitalizados;
  • Passaporte com validade de no mínimo 6 meses;
  • Cartão de crédito internacional para pagar a taxa de aplicação do visto (Visa, MasterCard ou American Express).
Visto canadense

 Passo a passo para a aplicação do visto canadense on line

1. Preencha o questionário de elegibilidade

O questionário vem antes da aplicação on line. É preciso entrar no site do CIC. Escolha a língua de sua preferência (inglês ou no francês). Em seguida, vá na parte Imigração -> Visita -> Visita como turista. O CIC abre uma página com as orientações gerais. Encontre a parte elegibilidade. O questionário de elegibilidade traz algumas perguntas básicas para quem quer obter o visto, como nacionalidade, idade, estado civil, entradas e saídas do Canadá, perguntas de segurança, tempo de viagem, se a aplicação inclui também membros da família. Preste atenção porque se alguém vai com você aparecerá uma pergunta questionando se vai alguém da família com você (“Do you want to submit an application for a family member?”). Ao final, após o preenchimento da elegibilidade e envio, o sistema gerará um código, chamado “personal checklist code”. É com esse código que poderá fazer a sua conta no “My CIC” para a aplicação on line. Após o recebimento do código, você tem até 2 meses para fazer a aplicação on line.

2. Aplicação do visto on line

O aplicador deve criar uma conta no MyCic. Usei o GC Key. Um campo vai pedir o Personal Checklist Code. Criará senha, login, perguntas de segurança. Se houver algum membro da família que viajará junto com o aplicador, não é preciso criar outra conta. O processo de visto do membro da família estará vinculado ao aplicador. Eu fiz o processo de pedido de visto para mim e para o meu marido.

Nesta etapa, é preciso anexar todos os documentos requeridos, incluindo os formulários. A indicação é preencher na língua escolhida. Preenchi tudo em inglês. Já ouvi relatos de pessoas que preencheram em português e obtiveram o visto, mas eu preferi não arriscar.

É possível anexar os documentos e ir salvando aos poucos. Você tem até 60 dias para submeter a sua aplicação.

O meu conselho é preparar todos os documentos necessários e, só depois, fazer o upload de tudo. Antes de fazer o upload, revise tudo! Após o upload feito, não tem jeito de mexer no documento (pelo menos eu não consegui alterar mais). E, em seguida, você vai fazer a submissão desses documentos on line. A relação de documentos segue abaixo!

* Documentos para o aplicador para visto de visitante

Formulário IMM 5257. Nesse formulário contém detalhes pessoais, informações de contato, detalhes sobre a visita no Canadá, educação, trabalho e outras informações adicionais. Após o preenchimento, deverá ser validado e gerará um código único. Deve-se anexar para a submissão o PDF do formulário IMM 5257 com o código de barras.

Marriage License/Certificate. Documento que comprove que a pessoa é legalmente casada. Usei a certidão de casamento.

Itinerary/Travel. O bilhete do voo da viagem para o Canadá e/ou o itinerário de viagem. Eu não havia comprado as passagens de avião e anexei apenas um breve itinerário de viagem. Eu fiz um breve roteiro com os pontos: voo, acomodação e lugares de interesse para visitar. No caso, voo e acomodação – coloquei a data pretendida e o lugar pretendido, mesmo sem nada fechado ainda. Os lugares de interesse quis acrescentar vários lugares de Vancouver que tínhamos interesse em conhecer, incluindo pontos turísticos famosos. Não faça a loucura de comprar a passagem de avião com o intuito de obter o visto canadense. Conheço pessoas que fizeram isso e tiveram o visto negado. Passagem de avião não é garantia de visto.

Purpose of travel. Você vai informar o que você está indo fazer no Canadá. Eu expliquei que o propósito era turismo e o nosso destino de interesse (Vancouver), incluindo o período que pretendíamos ir. Como fazia parte da nossa lua de mel, evidenciei esse dado também. Um parágrafo simples.

Proof Means of Financial Support. Aqui é todo e qualquer documento que comprove que a pessoa possui dinheiro para se manter no Canadá. Anexei o extrato bancário dos últimos 5 meses e a declaração do imposto de renda (em um único documento). O governo do Canadá traz as seguintes opções para essa parte: extrato bancário dos últimos 4 meses, recibo de salários (contra cheque e outros), carta de emprego, prova de ativos financeiros ou negócios, carta da instituição de ensino com comprovação financeira (no caso quem viaja financiado pela universidade), carta de alguma instituição que lhe conceda dinheiro (quem viaja financiado por qualquer instituição).

Passport or Travel Document. A cópia do passaporte. O mais importante é a página que tem a data de nascimento, país, número do passaporte (páginas 2 e 3 do passaporte brasileiro)… E, de acordo com as indicações, todos os vistos e carimbos de visita em outros países. Coloquei tudo em um único documento de PDF.

Digital Photo. A recomendação é que a foto tenha pelo menos 35mm x 45mm e colorida. O arquivo não pode ter menos que 60 KB. Usei a foto que tirei para o visto americano. Quando fui tirar foto para o visto americano, pedi para a loja de fotografia me passar a cópia digitalizada. Como a fotografia era atual, anexei essa mesma.

Business Registration. Documento de registro de empresa, se o aplicador for empresário/empreendedor.

Formulário IMM 5707 (Family Information). Deve ser preenchido todas as informações da família do aplicador (terá que preencher nomes e alguns dados das pessoas da sua família nuclear, mesmo que essas não irão viajar com você). Não precisa assinar, já que será enviado via internet.

Travel History. O governo canadense quer saber um pouco do seu histórico de viagem. Ele é claro ao afirmar que quer comprovação válida caso tenha visto americano, comprovação de outros vistos, cópia dos últimos passaportes (usados dentro dos últimos 10 anos para viagens no exterior), carimbos de entradas e saídas, permissões de trabalho e de estudo em outros países, outros vistos válidos e expirados… Eu anexei apenas o visto americano e carimbos de todos os países visitados. Anexe tudo que tiver disponível!

Letter of Explanation (documento adicional). Esse aqui é opcional, caso queira acrescentar mais alguma informação que julgue importante para o seu processo de análise. Eu anexei o objetivo da viagem como turismo. Algo bem breve, apenas um parágrafo.

* Documentos do membro de família (que vai viajar com o aplicador)

Formulário de aplicação para visto de visitante (IMM 5257), Passport or Travel Document, Digital Photo, Family Information Form (IMM 5707). Deve-se anexar os documentos com os dados do membro de família que vai viajar junto.

3. Pagamento da taxa do visto

Após a submissão de todos os documentos, o usuário será enviado para uma tela de pagamento. A taxa deve ser paga com cartão de crédito (Visa, MasteCard ou American Express). Aceita alguns cartões pré-pagos de viagem também. O valor da taxa foi 100 dólares canadenses.

4. Envio do passaporte para o Consulado Geral do Canadá

Caso o seu visto seja aprovado, o órgão enviará uma mensagem (dentro do MyCic), solicitando o passaporte para completar o processo de visto. Nessa mensagem, haverá um link com as opções de lugares no Brasil para enviar. Eu optei pelo Consulado Geral do Canadá em São Paulo. Coloquei o passaporte em um envelope e enviei com registro de recebimento. Pede-se para enviar os passaportes e outro envelope com o seu nome preenchido como destinatário e o lado do remetente em branco. O Consulado usa esse envelope para enviar o seu passaporte com o visto.