Alugar carro nos Estados Unidos pode ser muito vantajoso, especialmente para viagem de compras.

O carro pode ser um grande facilitador na viagem.

Quem pensa nessa possibilidade precisa verificar se compensa, considerando o destino que vai se hospedar.

Nova Iorque, por exemplo, não vale a pena. Os estacionamentos são caros e os hoteis cobram diárias absurdas. Vale mais usar o transporte público (especialmente o metrô).

Para cidades como Miami e Orlando é uma “mão na roda”!

O post de hoje traz dicas para alugar carro nos Estados Unidos. Veja só!

Informações gerais sobre alugar carro nos Estados Unidos

Ruas de Miami Beach | Foto: Viagem Digital

O que é preciso para alugar carro nos Estados Unidos?

CNH + passaporte + cartão de crédito internacional, basicamente. A CNH brasileira (carteira nacional de habilitação) é válida nos Estados Unidos. Não é preciso tirar a carteira internacional de motorista (PID)! Leve seu passaporte em todo o lugar. É a sua identificação! O cartão de crédito internacional é fundamental para realizar as transações.

É preciso ter no mínimo 21 anos. Uma taxa adicional é cobrada para até 24 anos. A partir de 25 anos não há taxas por faixa etária. Quem é mais novo, paga mais!

Motorista adicional paga

Quem quiser deixar um outro motorista adicional dirigir, precisa pagar uma taxa adicional. Com isso, no documento de locação vai especificado o nome do motorista adicional. De acordo com a maioria das locadoras, se outro motorista dirigir (sem aviso/autorização prévios) e ocorrer algum problema, perde-se o direito a todos os seguros e obrigações contratuais por parte da locadora. Seja honesto!

É melhor reservar o carro antes ou no balcão da locadora?

Reservar antes via internet é sempre uma melhor opção. Geralmente, reservar o carro antes é mais barato que reservar no “balcão”. Além disso, no local, você pode não encontrar a categoria de veículo que quer alugar. Você pode alugar antes e retirar o carro onde quiser (de acordo com as opções que a locadora oferece).

Como escolher o veículo para alugar?

A escolha do veículo é muito relativa. Depende dos objetivos da viagem, do estilo de vida da pessoa e do quanto está disposto a pagar por um carro. Qualquer veículo básico oferecido pelas locadoras dos Estados Unidos é muito melhor que um de mesma categoria das locadoras do Brasil (em termos de conforto, segurança). Se você não quer gastar tanto com combustível, escolha a opção “economy”.

Quais locadoras escolher?

A sugestão da maioria dos viajantes experientes é escolher entre as locadoras conhecidas. Alamo, Avis, Budget, Dollar, Global Rent, Hertz, National, Payless, Royal… Se souber de mais alguma importante, deixe o nome nos comentários do post!

Quais são os seguros e acordos oferecidos pelas locadoras?

LDW (Loss Damage Waiver) é um tipo de acordo em que o locatário é liberado dos danos físicos ocasionados ao veículo em troca do pagamento de uma taxa, de acordo com os termos de contratação e com a lei estadual de cada lugar (se tiver). Muita gente chama esse tipo de obrigação contratual. Mas, o LDW não é seguro (legalmente falando) e não é obrigatório.

CDW (Collision Damage Waiver) é um tipo de acordo em que o locatário é liberado dos danos de colisão por veículos em troca do pagamento de uma taxa. Também não é seguro. É uma obrigação contratual, uma espécie de acordo.

PAE (Personal Accident & Effects Insurance): Esse seguro cobre as despesas médicas de quaisquer passageiros do veículo. Não é necessário para quem já contratou algum tipo de seguro de saúde de viagem.

PEC (Personal Effects Coverage): É uma cobertura para roubo ou dano de bens pessoais no interior do veículo alugado.

SLI (Suplemental Liability Insurance): É equivalente a um seguro de terceiros, no caso de causar prejuízos ou danos a terceiros. Chamado também de seguro de responsabilidade civil. Cobre o valor de até $ 1 milhão de dólares.

Antes de alugar, verifique o tipo de cobertura oferecida por sua empresa de cartão de crédito! Muitas bandeiras de cartões de créditos internacionais oferecem o LDW e/ou o CDW (contra danos do veículo alugado).

É preciso analisar as opções cuidadosamente, de acordo com a necessidade de cada locatário. Quando aluguei carro nos EUA, o meu cartão de crédito oferecia o LDW/CDW. Incluí também o SLI.

Depois fui descobrir ainda que vários Estados americanos exigem que se adquira o seguro de responsabilidade civil (SLI). E alguns outros Estados exigem que se adquira a proteção contra acidentes pessoais.

Outro ponto que é preciso ficar atento é sobre os “usos proibidos do carro” (vem em todos os contratos). São tomados como violações e na maior parte dos casos anula todos os seguros e as coberturas ao motorista. Todo contrato vem com o que o motorista não pode fazer com o carro.

Como transportar crianças no carro alugado?

As leis sobre a segurança de transporte de crianças varia de acordo com cada Estado. Na maioria dos lugares, é preciso a cadeirinha (crianças de 0-3 anos) ou o chamado booster seat (crianças de 4-5anos).

Vídeo sobre aluguel de carro em Miami (Flórida)

Pessoal, o vídeo abaixo traz o carro que alugamos em Miami e um pouquinho sobre a nossa experiência com o aluguel da Budget. É um vídeo rápido e vale muito a pena assistir!

Mais Viagem EUA: 8 dicas antes de alugar um carro nos Estados Unidos

Você possui alguma dica especial sobre alugar carro nos Estados Unidos? Alguma dúvida? Deixe o que quer falar nos comentários!

  • Pingback: 8 dicas antes de alugar um carro nos Estados Unidos | Viagem Digital

  • Pingback: Budget: nossa experiência com aluguel de carro em Miami (Flórida) | Viagem Digital

  • Hugo Almeida Advogado Brasilia

    Quando fui retirar o carro em Orlando pela BUDGET CAR RENTAL o atendente tentou me empurrar um GPS, mas eu só queria por um dia pois eu ia comprar um, então ele disse que só alugaria se fosse todos os dias, o que eu recusei, ele ficou claramente aborrecido. Informei que não queria nenhum opcional, apenas devolver o carro sem abastecer.
    O carro já tinha sido pago antes de eu ir para Orlando. Quando voltei ao Brasil foi lançado mais de U$ 330, em contato com a Budget, informaram que eu escolhi todos os opcionais, seguros e etc. Responderam QUE VALE É O CONTRATO.
    Eu não precisava dos seguros pois já tinha contratado daqui do Brasil.
    ENTÃO ALERTA COM ELES E SEUS CONTRATOS.
    SE CONTRATAREM COM A BUDGET VEJAM SE NÃO ESTÃO LANÇADO O QUE NÃO QUEREM.

    • http://www.viagemdigital.com.br/ Viagem Digital

      Hugo,

      Obrigada por seu comentário e por compartilhar a sua experiência! É muito importante ter outras pessoas que tiveram outros tipos de experiência com a Budget.

      Não deixe “passar batido”. Eu sei que é exaustivo, mas procure os órgão de defesa do consumidor para ser ressarcido dessa cobrança indevida. É um horror mesmo quando isso acontece.

      Boa sorte! Cris.

  • Pingback: Internet no smartphone no exterior: como usar de maneira barata?

  • http://www.viagemdigital.com.br/ Viagem Digital

    Miguel, querido amigo,

    Obrigada por seu comentário por aqui! Uma ótima dica! É sempre bom ter outras experiências por aqui!

    Beijinhos. Cris.