Andar a pé. Lirismo da viagem. Experienciar a cidade. Conhecer o urbano. Apreender o ritmo da metrópole.

Estar aberto ao que a cidade tem para mostrar. Olhar atento para o estranho e para o trivial. Vivenciar a metrópole longínqua com uma cultura diferente da nossa. Sentir a cidade.

Uma das coisas que amplia o sentido de qualquer viagem é caminhar a pé pela cidade.

Pode explorar os atrativos turísticos, os atrativos do “olhar”, as ruas, os bairros, observar as pessoas, o transporte, apreciar o espaço urbano.

O post de hoje trago um delicioso passeio por Downtown Vancouver que, na verdade, abrange outras regiões. Talvez, uma forma mais comum de conhecer Vancouver, mas não menos atraente.

Passeio em Vancouver|Harbour Centre e outras arquiteturas, vista do Canada Place|

Pontos turísticos de Vancouver|Turminha de bike em Kitsilano|

Downtown Vancouver é a região comercial, financeira e cultural de Vancouver. Muita “coisa” acontece por ali! Esse passeio foi daquele tipo para curtir sem pressa, parar onde der vontade, entrar onde quiser, explorar onde puder. É uma delícia caminhar por Vancouver!

O nosso percurso foi o seguinte: saímos de Kitsilano Beach (nossa primeira hospedagem em Vacouver), seguindo a Burrard Street, passando por Yaletown, Downtown Vancouver, Gastown, Canada Place. Essa é a minha sugestão para fazer a pé. E, depois, por fim, exaustos, retornamos tudo a pé, exaustos e felizes.

Biblioteca Pública de Vancouver|Pelos arredores da Biblioteca de Vancouver|

Biblioteca de Vancouver

|Biblioteca de Vancouver|

Viagem Canadá

|Pelas ruas de Downtown/Yaletown|

E, se você perguntar-me o que conhecer em Downtown Vancouver? Must-see attractions? Nada é obrigatório! Escolha pontos turísticos de seu interesse, que lhe chama atenção, que goste. Eu, por exemplo, não quis subir na famosa Harbour Tower (Harbour Centre). Vi pelo lado de fora.

Quero também trazer algo que não vejo nos blogs de viagem – fotos das ruas da cidade. Eu sempre acho fantástico. Considere esse percurso que cito acima e que selecionei algumas fotos que pode chamar atenção de quem quer conhecer Vancouver. Afinal, a primeira coisa que questionamos quando vamos viajar pra algum lugar é como é a cidade.

Downtown Vancouver

|Harbour Centre|

Viagem Canadá

|Gastown|

Restaurantes em Gastown

|Vitrine em Gastown| Gastown Steam Clock|Gastown Steam Clock|

Sugestões para Downtown Vancouver e arredores

  • Biblioteca Pública de Vancouver. O site VIAGEM DIGITAL já trouxe esse local detalhado. Vale uma visita interna, visitar sem pressa. Está na lista das melhores bibliotecas do mundo. Você não vai perder essa, né?
  • Burrard Street (na parte perto de Kitsilano). Ao andar a pé, dependendo do horário e da estação do ano, verá pessoas correndo, bikes na ciclovia. Passando por ela, estava passando um grupo de corredores e, correndo, convidaram para eu correr junto. E eu fui até quando aguentei! Foi divertido! Adorei essa interação inesperada.
  • Harbour Tower. O arranha-céu pode ser visto de vários pontos da cidade. Está no coração da cidade. Subindo no alto da torre, é possível ter uma visão bacana da cidade (pago). Essa torre lembra aquela de Toronto, né? Lá em cima tem um restaurante (estilo restaurante rotatório do Chile).
  • Yaletown. É uma região com galerias, bares, restaurantes. É interessante observar os prédios, a geografia da cidade nessa região.
Estação de Vancouver

|Waterfront Station|

Grandville Street - Waterfront Station

|Teto de Waterfront Station|

Pontos turísticos de Vancouver

|Canada Place|

Dicas de Vancouver Canadá

|Uma das vistas do Canadá Place|

  • Gastown. É o local considerado de nascimento de Vancouver. O bairro cresceu em torno de uma taberna fundada em 1867 pelo marinheiro John “Jack Gassy” Deighton. A estátua simboliza esse marinheiro. Tem também o Gastown Steam Clock, relógio a vapor instalado em 1977, que fica em perfeito funcionamento. Edifícios antiguinhos, ruas de paralelepípedo, bares descolados, lojas de designers de todos os tipos (ver foto da vitrine linda), muitas lojas de souvenirs, lojas de roupas e sapatos com uma “pegada” de design apurado. Tem vários restaurantes legais. Há uma unidade do famoso Old Spaghetti Factory (restaurante popular de massas), com preço muito acessível. O meu conselho é planejar para almoçar nessa região! Souvenir aqui não vale muito a pena em termos de preço, mas tem mais opções.
  • Canada Place. Esse é uma espécie de centro de convenção e vários outros serviços. Há outras atrações no local. É também o terminal de cruzeiros. Inclusive, os famosos cruzeiros que vão para o Alasca saem daqui! Muitos canadenses fazem o seu momento de almoço sentado ao ar livre nas mesas que situam por perto. Leve um lanchinho e faça como os canadenses! Coma curtinho a paisagem! Tem-se uma vista do famoso Stanley Park, do mar, das embarcações.
  • Waterfront Station. É uma estação intermodal de Vancouver das mais importantes e que hoje atende Skytrain, Seabus e alguns ônibus. É a antiga estação de trem costa oeste Canadian Pacific Railway que parece datar de 1914. Chegue, entre, olhe para o teto! É impressionante e lindo! Arquitetura estilo beaux-arts.
  • Grandville Street. Cheio de edifícios históricos, lojas, livrarias. Aqui também é onde tem várias baladas noturnas. Danceterias, barzinhos…

O que achou de Vancouver? Já foi? Indicaria outro lugarzinho? Comente!