O que fazer em Vancouver (Canadá)? É o que muitos se perguntam quando fazem o planejamento de viagem.

Quer colocar um lugar especial no roteiro de viagem? Conheça English Bay (First Beach). É também chamada de “praia dos troncos” por possuir toras de madeira espalhadas pela areia, que as pessoas se apoiam e curtem a praia.

É uma praia urbana, de grande extensão de areia que se prolonga até o Stanley Park. Os vancouverites adoram atividades outdoor de todos os tipos. O tempo “abriu” um pouquinho, eles já partem para os espaços públicos. Essa praia também é muito frequentada por estrangeiros. E, uma das minhas manhãs favoritas na cidade, nós aproveitamos essa praia e o renomado Stanley Park.

Para visitar em Vancouver - English Bay

|English Bay e os seus troncos|

Aprecie a vista para o oceano Pacífico, observe as pessoas, tome um banho de água do mar, banho de sol, corra, curta a praia! É um lugar excelente para relaxar! Uma das atividades mais populares na praia é ver o por do sol. É o tipo de experiência simples e genial! Das belezas que a natureza proporciona.

E, você vai ver muita gente praticando atividades físicas beira-mar. Ao longo da praia tem ciclovia. Por perto você também vai poder encontrar restaurantes e prédios admiráveis, com arquitetura de respeito.

A minha dica é ir a pé ou usar o transporte público (dependendo de onde tiver). A região é horrível para estacionar e pode ser um desafio estressante parar o carro (para quem alugou). Além disso, andar a pé, observando todo o percurso é bem mais legal, não é mesmo?

Sabe uma coisa que achei super engraçada? Várias pessoas levam aquelas barracas de acampar menores (como da lá embaixo), montam na praia. Então, revezam entre ficar no sol e debaixo da barraca. Substitui a sombrinha de praia, né? Vocês já tinham visto isso? Talvez, seja mais comum que eu pense.

Pontos turísticos de Vancouver|English Bay por volta de 1890. | Crédito da foto: Arquivos da Cidade de Vancouver

#Be P151|

 Que tal um pouco de história do Canadá? English Bay era chamada de “Ayyulshun” pelos índios antigamente, que significava suave sob os pés. E, isso faz sentido até hoje. É uma praia mansinha, daquele tipo que corre mesmo devagar, sem derrubar.

Já English Bay foi nomeada pelo capitão britânico Vancouver em 1792, que frisava a presença britânica na região sobre os espanhóis na região. E, nessa época, a praia dividia a sua paisagem com mata nativa. Eu encontrei uma foto antiga de English Bay e achei interessante postar aqui. Adoro ver comparativos históricos por meio de fotos. A praia só foi aberta para recreação em 1893, de acordo com o Museu de Vancouver.

O que visitar em Vancouver - English Bay

|English Bay e a barraca|

O que fazer em Vancouver|Escultura Engagement, do artista Dennis Oppenheim, em Sunset Beach|

Escultura - A-maze-ing Laughter - English Bay|Escultura “A-maze-ing Laughter”, do artista Yue Minjun, em English Bay|

Uma curiosidade histórica: em 1913, os visitantes que não levassem roupa de banho, poderiam alugar o traje, juntamente com toalhas e armários. Havia uma estrutura construída, estilo balneário. Imagine só usar uma roupinha de banho que alguém já usou (mesmo que lavada). O que acharam disso?

E, pensar que a praia já teve até um salão de dança chamado “Prom”. Incrível, né?

A minha dica é você se deslocar de Kitsilano até o Stanley Park a pé (ou o caminho inverso) e observar tudo ao seu redor, especialmente a orla. É uma experiência muito bacana! Observe a arquitetura, como as pessoas se apropriam do espaço público, a paisagem…

Vancouver pontos turísticos|Detalhe de uma das esculturas de A-maze-ing Laughter, ainda em English Bay|

Vancouver para brasileiros|Pela arquitetura por English Bay | Repare essa árvore no alto do prédio!|

Vancouver fotos|Pela arquitetura de English Bay | Amei esse prédio todo verdinho!|

Mantenha os olhos atentos porque a qualquer momento você pode se deparar com arte pública na praia ou ao longo da avenida! Uma das preferidas dos visitantes fica perto da Davie Street, que se chama “A-maze-ing Laughter”, do artista Yue Minjun. E, o povo tira foto imitando as poses. É pura diversão.

Muita gente diz que a praia é ruim, se comparada ao Brasil. Na verdade, esse tipo de “coisa” é difícil comparar, né? Cada lugar possui suas especificidades naturais, culturais, sociais. E, a dinâmica social de praias no exterior pode ser totalmente diferente, especialmente nas formas de uso. O importante é ver a beleza de cada lugar.