Uma das partes importantes do planejamento de viagem é fazer as reservas do hotel.

E, hoje em dia, podemos nos beneficiar do uso dos serviços de sites de reservas de hoteis para encontrar a melhor acomodação. Há opções para todos os gostos e para todos os bolsos.

Geralmente, esses tipos de sites fornecem informações completas sobre a acomodação, traz uma multiplicidade de opções e outras informações de reservas importantes, como a opinião de outros consumidores que se hospedaram nas acomodações.

O intuito do post de hoje é fornecer dicas de viagem para quem quer conhecer mais uma ferramenta para realizar as pesquisas de preços e as reservas de hospedagem. O que pode parecer óbvio para alguns viajantes, não é para outros.

Tive a oportunidade de usar o siteBooking [http://www.booking.com/] para reservar uma hospedagem (no Ramada Hollywood, que irei descrever em outro post) em nossa viagem para Miami.

O que é o Booking?

O Booking é um site especializado em reservas de hospedagem em todo o mundo (inclusive no Brasil). Parece que o Booking enquanto empresa faz parte Priceline.com (PCLN) na Nasdaq, que é uma autoridade mundial em reserva de hospedagem on line. O Booking foi fundado em 1996. O intuito principal do site é disponibilizar opções de hoteis em todo o mundo. Eu atrevo a dizer que hoje em dia é uma referência especificamente no Brasil com relação a esse tipo de serviço. O site está disponível em vários idiomas.

Booking - para encontrar hotéis pelo mundo

Como funciona e como usar o Booking?

Você faz as pesquisas no site para o destino que você vai viajar, com data de entrada e com a data de saída. O Booking mostra a relação de todas as hospedagens na região. Você pode filtrar por preço, por tipo de hotel, por estrelas, por facilidades (wi-fi, estacionamento, etc…) e, em alguns casos, pela cadeia de hotel (Best Western, Days Inn, etc…). É possível selecionar por “nota”. Além disso, a parte mais legal: os reviews de outras pessoas que ficaram hospedadas. Interessou-se por algum? O valor da estadia é cobrado ao efetuar a reserva via cartão de crédito. Não há taxa de reserva e nem taxa administrativa.

E após a reserva do hotel no Booking?

O hóspede recebe a confirmação da reserva via e-mail com o número da reserva e o número do PIN (para que você possa acessar a confirmação on line, caso necessite). O imposto não estava incluso (pelo menos para Miami).

Sobre preços no Booking

Na época de minha reserva, fiz cotações diretamente com alguns hoteis e com o Booking.com (para uma mesma região). O Booking.com estava com as melhores tarifas de diárias de hotel. E, se eu tivesse feito com muito mais tempo de antecedência, teria conseguido preços ainda melhores. Eu perdi uma oferta muito interessante. Nesse caso específico, eu tinha que ficar em um hotel mesmo e não poderia ser uma reserva de acomodação qualquer via Airbnb. Porque, caso contrário, o Airbnb era uma opção mais barata ainda.

Uma breve avaliação sobre o Booking

A navegação do site é simples e fácil. As informações sobre os hoteis são bem completas. Os reviews de outros hóspedes ajudam muito, mas, sinceramente, não sei se as notas bem baixas são realmente publicadas. Ou, então, se há algum tipo de moderação quanto a isso. No hotel que eu fiquei, o “score” batia bastante com o tipo de hotel. O processo de reserva é simples e rápido. Preste atenção nas políticas de cancelamento e em suas respectivas taxas. Geralmente, aqui que está a desvantagem. Embora, a maioria dos casos de que

Não usei o suporte, então, não posso dizer se presta. Acho que perde muito por não ter um “programa de fidelidade” ou de “valorização do hóspede Booking”, qualquer alternativa que estimulasse reservar mais com o Booking. Depois de meses da minha reserva, a única coisa que recebo é uma newsletter chata com “ofertas” de hospedagem. Nada criativo, né?

Esse artigo NÃO é um publieditorial. A hospedagem NÃO foi patrocinada. O Viagem Digital apenas utilizou o serviço. O intuito da postagem é informação sobre o universo de viagem.