Quando estamos procurando passagens para qualquer destino no exterior, uma das primeiras coisas que pensamos é sobre a experiência de viagem com as companhias aéreas.

Será que é bom viajar? Como é o atendimento de bordo? Há algum diferencial? É confortável? A comida é boa?

Quando fomos para Miami pela primeira vez, surgiu uma promoção e acabamos indo pela TAM. Não foi resgate de milhas!

O processo de reserva é aquele convencional, que toda companhia aérea brasileira possui (feito pela internet). Fomos e voltamos de TAM.

Viajar para Miami barato pela TAM

Avião TAM | Foto: Wikimedia Commons

Quando você chega no avião, a TAM distribui aquele kit sustentável com escova de dente, pasta de dente, pente e meia. “Coisinhas” básicas, né?

Viajar para Miami pela companhia aérea TAM - kit itens necessários em viagem

Kit conforto básico | Foto: Viagem Digital

Vejo esse tipo de “mimo” como um diferencial da empresa. Sem falar que todos esses itens são necessários para o uso dentro do avião. Já fiz outras viagens internacionais e não recebi nada. Faz falta! E, ainda, recebemos cobertores e lenços quentes para a higienização das mãos.

Passagem aérea para Miami

Kit conforto detalhado | Foto: Viagem Digital

O avião possui espaço entre as pernas maior e os assentos confortáveis. O sistema de entretenimento era bacana e ficava centrado em filmes e música. De filmes, havia várias possibilidades: infantis, drama, ação, documentários e, até mesmo, alguns programas de comédia. E, música de vários estilos musicais. Não é o sistema de entretenimento mais avançado da TAM, mas dá para se distrair na viagem.

A alimentação do vôo foi outro ponto importante. Todo o cardápio foi desenvolvido pela chef de cozinha Bel Coelho. Na minha opinião, foi uma das comidas mais saborosas de avião! É claro que não dá para comparar uma comida de avião com uma comida feita em um restaurante. A comida de avião possui as suas próprias delimitações. Mas, certamente, a chef conseguiu deixar o cardápio mais apetitoso e diferente.

Companhia aérea TAM - viagem para Miami - cardápio

Cardápio TAM | Foto: Viagem Digital

Só tenho uma dica sobre o cardápio: não peça nada com carne vermelha! A carne é muito dura e não é tão saborosa. No jantar tinha até uma sobremesa. Uma tortinha de banana deliciosa. A TAM acertou nessa parceria.

Quanto ao atendimento, ocorreu de forma normal e padrão. Acho que os comissários como um todo poderiam ser mais simpáticos. O atendimento é algo que precisa ser melhorado de uma maneira geral nas companhias aéreas brasileiras.

O serviço de bordo da TAM, de maneira geral, precisa melhorar. No vôo doméstico de Santiago para o Atacama que usei a SkyAirline havia praticamente as mesmas coisas (tirando o “kit” conforto e menos uma refeição). Por isso, digo que é preciso aprimorar. E muita gente relata sobre as viagens com a LAN pela América Latina, American Airlines, Delta como experiências melhores de qualidade que as companhias brasileiras de forma geral.

Agora a coisa mais péssima de toda essa experiência de viagem com a TAM é sobre a minha pontuação da passagem. Como eu esqueci de lembrar a atendente no check-in para pontuar, passando o meu CPF, teria que fazer isso depois. Não consegui fazer via internet e, muito menos via telefone.

Na minha opinião, não se deveria ter que lembrar de pontuar. Se o passageiro fizesse parte dos planos de milhas, automaticamente pontuava. A meu ver, essa é mais uma estratégia para ludibriar o “ganho” das milhas. Sabemos que há várias.