O intuito desse artigo é sumarizar a viagem ao Chile (incluindo todos os links), considerando o roteiro que eu montei e executei. Isso inclui minhas percepções pessoais.

E, também, responder dúvidas de pessoas, que surgiram durante os meus relatos sobre essa viagem.

Como descrito no título do post, trago o Roteiro do Chile: Santiago – Deserto do Atacama – Valparaíso – Casablanca (uma das rota dos vinhos).

A viagem. Uma das melhores viagens da minha vida! Uma viagem que será sempre muito especial. E, acredito, que o Deserto do Atacama é o grande responsável. Certamente, é daqueles lugares que está inscrito naquelas listas do tipo “viagens que você deve fazer antes de morrer”. É surpreendente, de encher o olhos, emocionante. Todos os passeios no Atacama foram incríveis! Já Santiago é uma metrópole com características peculiares. É uma delícia andar pelas ruas, desvendar a cidade. Por isso, digo: ande a pé! Os cerros são o charme da cidade… Visitar o Museo Chileno de Arte Precolombino é visualizar a cultura do passado dos povos pré-colombianos, conhecer a Casa de Neruda (La Chascona) é entrar em um universo totalmente mágico desse escritor, é entender mais a sua poesia. Ir ao Parque das Esculturas é relaxar em plena metrópole.

O pós-viagem. Toda viagem nos ensina mais. E quem fez o planejamento acha que poderia ter feito melhor. Eu teria passado mais tempo no Atacama para incluir o Salar e o chamado Salar de Uyuni (que fica na Bolívia, mas é naquela região). Isso daria aproximadamente mais 5 dias na região). E, necessariamente, incluído a outra casa do Pablo Neruda (em Isla Negra). Iria com mais tempo em Viña del Mar para visitar o Museu de Antropologia (onde tem o único moai que está fora da Ilha de Páscoa).

Roteiro Chile - Santiago - Valparaíso - Deserto do Atacama - Viña del Mar - Rota dos Vinhos do Chile

 

Critérios para o planejamento dessa viagem. Como minha primeira viagem no Chile, achei interessante privilegiar os pontos turísticos básicos de Santiago e do Deserto do Atacama. Eu priorizei o básico, com alguns toques diferentes. Por exemplo: eu preferi fazer a Rota de Casablanca que o Vale Maipo (esse último mais famoso). Incluí o Parque de Las Esculturas que, normalmente, turistas não vão.

O que não surpreendeu? A Galeria Drugstore (bairro Providência). Valparaíso desapontou-me um pouco também. Por dois motivos: a sujeira da cidade, a insegurança. A cidade é bonitinha, mas o que, pra mim, realmente valeu a pena nesse lugar foi o Museu do Neruda e um restaurante charmoso que fomos.

Opiniões de outros viajantes. Gente, não quero ficar aqui colocando as minhas impressões. Então, trago as percepções de viagem de mais viajantes sobre Santiago:

“Santiago é uma metrópole segura, se comparada aos índices da maior parte das capitais brasileiras, além de limpa e arborizada. Possui um agradável conjunto de praças e espaços públicos, tais como os “cerros”. Considero o Parque Metropolitano de Santiago, devido à vastidão e à grande quantidade de atrações, como um dos melhores espaços públicos dessa metrópole. A cidade possui uma bom sistema de transporte público ferroviário, metrô, porém padece dos problemas de trânsito. Ressalta-se, ainda, o enorme percentual de pessoas fumantes, principalmente jovens. Tal fato faz com que a maior parte dos estabelecimentos comerciais, inclusive bares erestaurantes, permitam o acesso de fumantes. Por último, os cidadãos de Santiago são bastante educados e respeitosos. (Matheus, amigo, 28 anos).”

“Santiago me pareceu uma cidade bastante comum, exceto pelos cerros, parques e museus que oferecem uma opção à mais ao turista. Tirando isto achei um lugar ruim para se alimentar e se locomover, com trânsito pesado e taxistas impacientes. As hospedagens são mais caras (se comparado com outros países da América do Sul), mas, mesmo assim, vale a pena tirar 3 ou 4 dias conhecer. Não mais que isso. O Chile é enorme e oferece muito mais que Santiago para o turista, incluindo-se aí o imperdível Deserto do Atacama e as cidades ao sul do país. (Alex, meu noivo viajante, 31 anos)”

“Ficamos alguns dias em Santiago, capital do Chile, e algumas atrações que recomendo são conhecer a La Chascona, uma das casas do Pablo Neruda, perto dali visitar o Cerro San Cristóbal, a vista é esplêndida e andar no funicular é como voltar no tempo. Conhecer a Plaza de Armas e assistir à troca da guarda, ir aos museus Pré-Colombiano e Histórico Nacional, que estão nas cercanias da praça, outro ponto turístico que deve ser visitado é o Palácio La Moneda. Conhecer o museu de Belas Artes, ir ao Cerro Santa Lúcia, um parque com alguns jardins e um castelo, subindo algumas escadas tem-se um bela vista da cidade. Passear pela rua Lastarria, que possui vários restaurantes. Conhecer as ruas Paris e Londres e a igreja de São Francisco, andar de metrô e ir até o parque Quinta Normal, que possui jardins estilo Versalhes, você caminha em um chão de areia! Neste parque, para quem gosta de história, visitar o museu Ferroviário e conhecer o prédio Artequin, que esteve em uma exposição em Paris. Saindo do parque Quinta Normal vá se emocionar no Museu da Memória e descobrir um pouco sobre a ditadura chilena. Acho que toda a cidade tem os seus encantos, é preciso disposição para descobri-los. Aproveitem o passeio.”

Todos os posts do Roteiro: Santiago-Deserto do Atacama – Valparaíso – Casablanca. Enjoy!

Eu estive em Viña del Mar e já até falei em outros posts. Foi um “bate e volta”, metade de um dia, praticamente. Não vi nada de lá direito. Então, não me senti confortável para falar sobre a cidade.

Se alguém tiver alguma dúvida, que, se eu souber, eu respondo!

Uma viagem inesquecível. A viagem começa pelo mouse! Comece a sua!

  • Pingback: Como foi viajar para Miami pela companhia aérea TAM | Viagem Digital

  • Laura Paste

    oi Cristina, quero fazer 2 ou 3 passeios no deserto. Quais você sugere? Obrigada!!

    • http://www.viagemdigital.com.br/ Viagem Digital

      Laura, querida,

      Obrigada por seu comentário! A seleção dos passeios é muito pessoal, vai depender bastante do seu estilo de viagem, o que você gosta, personalidade. Mesmo assim, vou sugerir alguns que acho que se destacaram mais para mim.

      – Geysers del Tatio + Piscina Termal + Pueblo Machuca
      O “Geysers del Tatio” é icônico no Deserto do Atacama e muitos classificam como parte das experiências de viagem mais legais do mundo. E, o Povoado Machuca é realmente algo muito especial que vale conhecer.

      – Passeio no Atacama: Termas de Puritama
      Esse é um passeio totalmente relaxante! E, muita gente que vai ao Deserto do Atacama não faz esse passeio. Na época, foram dois casais e, unanimemente, todos amaram esse passeio!

      – Lagunas Altiplanicas + Salar de Atacama
      Que paisagem! É uma paisagem totalmente diferente de tudo que eu já vi! E, realmente, é algo fantástico!

      Se você tiver tempo na sua viagem, dê um pulinho no Salar de Uyuni (Bolívia), fica há poucas horas do Deserto do Atacama. Eu não fui, mas como está tão pertinho, vale a pena.

      Espero tê-la ajudado, querida! Depois, volte aqui e conte-me quais passeios fez e o que achou do Deserto do Atacama.

      Abraços, Cris.

  • http://www.viagemdigital.com.br/ Viagem Digital

    Jussara,Que delícia!

    Conheça sim o Atacama e Santiago! Você vai
    amar!Sobre qual lugar você opta primeiro, de um jeito ou de outro, com
    planejamento pode dar super certo. Ou seja, tanto faz se você fizer seu
    planejamento antes. Você chega do Brasil em Calama ou em Santiago mesmo?
    Como vai para o Deserto? De avião?

    No meu caso, eu preferi curtir a
    maior parte de Santiago primeiro, depois ir para o Atacama, depois
    voltei para Santiago fiquei só mais um dia e voltei para o Brasil.Dizer
    para você que locais deve escolher é difícil dizer porque depende muito
    da personalidade da pessoa, do que gosta de fazer em viagem,
    interesses. Uma sugestão que dou é tentar ficar no mínimo 5 dias no
    Atacama para conseguir fazer os passeios mais populares, mais cotados
    por todos (que compartilhei nesse roteiro mesmo que você deixou o
    comentário).

    Com os deslocamentos (voo chegada/saída) a gente acaba
    perdendo um pouco o dia, né?No roteiro que compartilhei de Santiago, tem
    as principais atrações. Veja só! http://www.viagemdigital.com.br/santiago-chile/

    Sobre
    o melhor período, eu sempre digo que todo período é válido e que o que
    vai acontecer é que você terá experiências diferentes em cada estação.
    Como o Chile está na América do Sul, as estações do ano são as mesmas
    daqui (claro que com características climáticas diferentes do Brasil devido às condições geográficas da região). Estará saindo do verão para o
    outono. Pode ser que pegue um friozinho de leve, mas nada aterrador.
    Acompanhe o clima em sites especializados!

    Conte-me o que está pensando
    em fazer, o que você gosta e posso lhe indicar lugares melhores. Que
    tal? No início é assim mesmo! Depois de um tempo, você vai vendo melhor o que lhe agrada e delineando o seu roteiro!

    Espero tê-la ajudado, querida!Beijinhos. Cris.

    • Jussara Jussara

      Oi Cris, como é confortante poder ler dicas, e poder perguntar e perguntar rsrs…

      Então eu e minha amiga, preferimos primeiro chegar em Santiago, depois Atacama, sobre ir de avião, não sei, se tiver e puder me indicar uma outra opção legal para ver as paisagens e barata, aceito :)

      Admito que não gosto do frio, mas tem lugares que a paisagem supera, por este motivo nosso intuito é fazer passeios que nos proporcione paisagens lindas, lugares para poder contemplar, eu e minha amiga gostamos de aventura, então estamos em busca de aventura e paisagens o que poderia nos indicar?

      Beijos, e obrigada novamente

  • http://www.viagemdigital.com.br/ Viagem Digital

    Jussara, querida,

    Você definitivamente está indo para o lugar certo! O Deserto do Atacama vai lhe proporcionar paisagens lindas! Essa foi uma das minhas viagens mais inesquecíveis da minha vida! Sinceramente!

    Sobre os passeios do Atacama, na minha opinião, os padrões, basicões, que todo mundo deveria são esses:

    Lagunas Altiplanicas + Salar de Atacama | Lagunas Cejar + Ojos de Salar + Tebinquiche | Passeio no Atacama: Geysers del Tatio + Piscina Termal + Pueblo Machuca | Valle de La Luna + Valle de La Muerte

    O Termas de Puritama é um passeio que muitos turistas brasileiros não fazem, mas eu achei incrível, relaxante, diferente!

    Pukara de Quitor muitos brasileiros também não conhecem, mas achei bem interessante. Você pode alugar uma bicicleta e aproveitar!

    Tour astronômico que cito que fiz achei muuuito interessante. E, por ser à noite, dá para fazer no mesmo dia de quase todos os passeios. Foi uma experiência bastante legal!

    Todos esses passeios estão detalhados no site Viagem Digital explicando como foi cada um deles (os links estão no post acima).

    Você deve se perguntar se você quer conhecer um pouquinho de Santiago, Atacama ou focar no Atacama somente! Digo isso porque como foi a minha primeira vez em Santiago, eu não queria apenas passar. Eu quis conhecer um pouquinho de cada e por isso a impossibilidade de explorar com mais profundidade o Atacama.

    Agora, como eu disse no post, se puder, dentro da sua
    disponibilidade de dias, inclua o Salar (no Atacama) e o Salar de Uyuni
    (Bolívia). Como eu quis conhecer um pouquinho de Santiago e o Atacama, era impossível inclui-lo.

    E, se quiser explorar um pouquinho de cada coisa, eu acho que esse mesmo roteiro do Viagem Digital estaria perfeito para você. Você apenas faria os pequenos ajustes, de acordo com suas necessidades e gostos.

    Agora, dicas adicionais que eu não fiz, mas acho legal colocar aqui para você pensar o seu roteiro:

    – Trilha de Guatin. Essa é uma trilha com paisagem genial que acaba na Termas de Puritama. É considerada nível fácil.
    – Trilha Cuchabrache. É uma trilha muito bacana, considerada nível fácil que você terá muita paisagem.
    – Museu Arqueológico do Atacama. Eu não fui e me arrependi muito. Dizem que é bem interessante e na região mesmo tem algumas ruínas.
    – Vulcão Lascar. É uma experiência bem diferente subir em um vulcão, não é mesmo? É pura aventura. É um vulcão ativo. Nível difícil.
    – Vulcão Licancabur. Eu acho que esse é o vulcão mais famoso do Deserto do Atacama. A gente vê ele em diversos passeios, de vários ângulos. Para subi-lo, é preciso ir para o lado boliviano. Nível difícil.
    – Projeto Alma. É um dos projetos de observação espacial mais interessantes do mundo. Eu não fui por falta de tempo. Olha, mas parece ser sensacional. É bem diferente do tour astronômico que comentei acima.

    Sobre Santiago, indico exatamente os pontos que fiz que estão no Roteiro Santiago (aqui no Viagem Digital).

    Uma outra opção também para sua viagem é explorar a rota dos vinhos. Mas, por conta da delimitação de tempo, não dá para fazer tudo. Nesse caso, você teria que cortar algo do seu roteiro para fazer.

    Jussara, será que deu para ajudar? Espero que sim! Já estou empolgada com sua viagem! Depois, volte aqui e me conte como foi a sua viagem! Se precisar de mais alguma coisa, deixe comentários nos posts.

    Beijinhos.

    Cris.